Veja o o podcast na íntegra no Spotify, clicando aqui!

Sabemos que existem diversos desafios logísticos durante o transporte de vacinas, e neste momento, principalmente as contra a Covid-19. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) 25% das vacinas do mundo chegam degradadas, isso significa a não imunização da população.
Esses percalços podem acontecer durante o seu transporte ou armazenagem, feitos de maneira incorreta, tanto pela temperatura quanto pelo tempo exposta fora dessa temperatura ideal.

Nossa Diretora Técnica e Estratégica em Cold Chain (Cadeia Fria), Liana Montemor, compartilhou mais um vez os seus conhecimentos sobre os bastidores da chegada da vacina. Em seu podcast semanal, Jornaleco entrevistou Liana para saber mais informações sobre estes desafios.
“Nós estamos num país tropical, com dimensões continentais e que as estações do ano não são bem definidas; além das condições das nossas estradas, portes e aeroportos, onde a infraestrutura precisa ser melhorada e obstáculos com as barreiras fiscais que demandam tempo para embarques.” Esses são alguns dos desafios logísticos citados pela Liana.

Hoje, dentre as vacinas aprovadas e distribuídas no Brasil, existe uma especificação correta para cada uma delas de acordo com cada fabricante. E o que determina a qualidade na aplicação dessas vacinas, é a temperatura de registra, ou seja transportes de 2°C a 8°C, -20°C ou -70°C.
“A estrutura de uma embalagem térmica requer dois parâmetros e são eles: a faixa de temperatura e o tempo de transporte.”
Além disso, toda caixa e equipamento de transporte/armazenagem deve ter a sua qualificação, a qual garante que todos os pontos deste equipamento estejam na temperatura ideal e que atendam as especificações que você precisa, prevendo instabilidades ou quedas de energia. Para saber mais sobre qualificação e certificações que o Valida (empresa do Grupo Polar) oferece, clique aqui!

Corre-se ainda o risco de obter a aplicação correta da vacina e não garantir a imunização, pois existem alguns efeitos que se potencializam com a má gestão da temperatura requerida no registro destes produtos. Isso nos preocupa, pois em todo este elo logístico, no final sempre há vidas a serem salvas e precisamos nos atentar nestes detalhes.

Continue acompanhando o podcast na íntegra no Spotify, clicando aqui! #VacinaJá
Veja todas as soluções do Grupo Polar no site: www.grupopolar.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here