Protagonismo e adaptabilidade em tempos de crise!

A empresa Michael Page, player mundial em recrutamento especializado, fundada na Inglaterra em 1976, realiza bate-papos periodicamente nomeados como One-On-One. E, em agosto de 2020, o RH do Grupo Polar foi convidado à participar deste evento.

Aris Povoa, Sênior Business Development Consultant da Michael Page foi o condutor desta conversa com a Coordenadora de Recursos Humanos do Grupo Polar, Ariana Santos Lira. A ação foi desenvolvida com base no combate da COVID-19 dentro das empresas de transportes e logística da indústria farmacêutica com a ideia de agregar experiências, tanto do mercado quanto das ações do Grupo Polar.

“Neste bate papo com Aris Povoa, nos foi passado informações sobre estudos de mercado e cases de sucesso dentro do cenário da Covid-19, trazendo assim uma visão mais macro do nosso setor de atuação. Compartilhamos como está sendo 2020 para o Grupo Polar, nossos principais desafios frente a pandemia e planos de contingência, contribuindo assim, para uma menor exposição ao vírus por parte dos nossos colaboradores e a nossa percepção do mercado como um todo.
Diante dos desafios atuais, tivemos que nos adequar e repensar novas formas de atuação, aliás vejo que os RHs em geral, estão sendo protagonistas e nossas ações vão muito além do que apenas cumprir a legislação”, comenta Ariana.

Nessa oportunidade de aprendizado entre as duas empresas foram abordados alguns temas interessantes:
1) Empresas estão seniorizando os seus profissionais.
Para as posições executivas, lideranças que possuem tendência e comportamento resiliente passaram a assumir posições hierarquicamente ainda mais elevadas, pois o momento exige competências e Inteligência emocional destes, o objetivo é que os executivos não repliquem medo, incertezas ou outros sentimentos que o momento atual está propiciando.

2) Queda de desempenho.
Profissionais com Avaliação 7, reduziram para 3.
Diante de tantas incertezas, da ansiedade e medos, as pessoas passam por impactos emocionais que geram reflexos na produtividade/desempenho.

3) Aumento da demanda de medicamentos relacionados à saúde mental, prevenção e psiquiatria.
Muitos profissionais estão se sentindo inseguros, se apresentando hipersensíveis, com alto nível de estresse e intolerantes, com isso, cresce a demanda por medicamentos voltados à saúde mental numa abordagem corretiva.
Já na preventiva, buscam a manutenção da imunidade, onde suplementos vitamínicos ganharam espaços de venda.

4) O papel das Lideranças no momento atual.
Busca-se neste momento lideranças que cumpram o papel de gerir pessoas através do exemplo, lideranças inspiradoras que levam segurança e valorização, afinal, a gestão de pessoas, assim como os negócios, não é algo parado no tempo. Ela está em contínua transformação, junto com as próprias pessoas: são novas gerações que entram no mercado de trabalho, competências que passam a ser demandadas, desafios econômicos e sociais que surgem.
Como dar conta da transformação digital e ter ideias inovadoras em um mercado global e competitivo? Portanto, o que faz a diferença cada vez mais nas empresas em geral, é a abordagem de suas lideranças que sabem como engajar as pessoas do seu time, inspirá-las e ajudá-las a desenvolverem seus dons e habilidades ou seja, é um desafio e tanto.

Ariana complementa: “Entendo que esta é uma reflexão importante nos dias de hoje, e um exercício diário para estarmos sempre preparados para as mudanças e buscar as melhores soluções. Por aqui, continuamos na busca por nos reinventar para continuar criando soluções para um futuro melhor.”

Nós, do Grupo Polar, agradecemos o convite da Michael Page em poder compartilhar nossas experiências.
Fiquem ligados em nosso Linkedin para mais informações: Clique aqui!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here