Uma revista dedicada ao empreendedorismo, inovação e negócios da região do ABC, na edição de junho sobre foco nos e-commerce nesta pandemia, fomos mencionados por ser uma empresa de segmento diferente no mercado. Com uma equipe bem posicionada, estratégias bem elaboradas, planejamento rápido e eficaz, conseguimos enfrentar esse cenário sem “atropelos” operacionais.

Com estrutura pronta, empresa de São Bernardo do Campo conseguiu atender demanda por EPIs.

O grupo Polar é uma empresa especialista no transporte e manuseio de produtos armazenados em temperaturas frias. Com quase 20 anos no mercado, a companhia de São Bernardo do Campo especializou- se no desenvolvimento de soluções para a indústria farmacêutica, ramo no qual há maior necessidade pelos equipamentos da chamada “cadeia fria”. Conforme o negócio foi se desenvolvendo, os executivos do grupo resolveram apostar em uma nova marca, a Polar Store (www.polarstore.com.br), loja virtual criada para a comercialização das soluções do grupo, lançada em 2018.

A constatação era que a companhia precisava de mais um canal de venda para atender o consumidor final, aqueles que fazem uso de medicamentos com temperatura controlada.

A implantação do e-commerce possibilitou a ampliação na base de clientes do grupo, que além de atuar no mercado B2B (empresa para empresa), entrou de vez no B2C (empresa para consumidor) – não só comercializando caixas e mantas térmicas, monitores de temperatura e gelos desenvolvidos para o transporte de medicamentos, mas também produtos térmicos da linha “praia e pesca” e bolsas térmicas para vinhos.

Com o e-commerce em pleno funcionamento, a empresa teve mais facilidade para enfrentar a pandemia sem “atropelos” operacionais. A coordenadora de Marketing e E-commerce, Michaela Letícia Celestrin, revela que desde o fim de 2019 a Polar Store registrou aumento na procura de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para profissionais de saúde por parte de laboratórios, clínicas e hospitais.

Na plataforma de vendas da Polar é possível adquirir diversos modelos de máscaras, aventais, protetores faciais, capuz, dentre outros. Entretanto, os produtos mais procurados pelas empresas têm sido os Macacões Dupont Tychen. “São vestimentas de segurança reutilizável, específico para casos de ameaças químicas e biológicas”, explica Michaela. “Profissionais que atuam individualmente, como médicos e farmacêuticos, também têm comprado, às vezes, por falta de EPIs nos locais de trabalho”, detalha.

O e-commerce da empresa tem se comportado bem mesmo com o aumento da demanda e não foram necessários ajustes técnicos em meio à pandemia para melhorar a plataforma de vendas. Mudanças tiveram que ser feitas apenas nos Recursos Humanos: a Polar Store precisou aumentar a mão de obra, para dar conta de atender todos os clientes e manter os procedimentos logísticos em dia.

Para mais informações, acompanhe no site Negócios em Movimentos as principais notícias sobre economia e o mundo do empreendedorismo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here